14/10/2007

A reportagem sobre os segredos da Maçonaria


Vi na TVI parte de uma grande reportagem sobre os "segredos da Maçonaria", feita com a conivência das diversas ordens maçónicas e com a visualização de imagens dos templos, dos trajes e dos rituais, tudo a bem da "proximidade da Maçonaria ao grande público".

Por um lado compreendo a vontade de que a grande maioria das pessoas, que mesmo ignorante sobre determinado assunto exprime a sua opinião, perceba que a Maçonaria não é nenhum papão, nem nenhum clube de homens maus. Que se trata sim, apesar de como qualquer outro grupo também ter elementos menos positivos, de um grupo privado de homens, que, em sessões rituais, convivem entre si e discutem assuntos do foro intelectual, cultural e espiritual, com o objectivo de tornar cada um dos seus membros um melhor ser humano e contribuir assim para um mundo melhor, com mais liberdade, igualdade e fraternidade.

Mas, por outro lado, não deixo de ficar extremamente preocupado com a reportagem e com o "abrir de portas" que é feito actualmente. Abrir as portas ao "segredo", escancarar o ritual e a tradição para qualquer um ver é, definitivamente, tirar valor ao ritual. Afinal de contas, qualquer ritual que é secreto, é-o não porque os elementos que o conhecem são especiais, mas porque o segredo (ou sagrado) deve ser buscado, deve ser conquistado, e não dado.

Mas compreendo que no mundo de hoje, onde todos achamos que temos direito simplesmente a ter, independentemente de lutar pelas coisas ou não, em que já ninguém busca por nada a não ser a imagem e o gozo fácil, seja complicado perceber o que é isso de "buscar um segredo". Abrir as portas tem duas consequências: o ganho de prestígio junto do grande público mas, ironicamente, a perca de valor do simbolismo. E não é esse simbolismo afinal o grande propósito da Maçonaria? É preciso cuidado para os excessos.

Se uma filosofia existe, ela vale por si, não pelo que os outros dizem. Quem quiser encontrar o segredo, que o busque. Quem quiser apenas falar só por falar, que fale das revistas cor de rosa e da Floribela.

6 comentários:

David disse...

Palavras sóbrias são sempre de elogiar... Na verdade nas reportagens nada de essencial foi revelado até porque a vivência particular do percurso maçónico e os elos criados no interior da ordem é que são o cerne da sua essência (passe a redundância...

Roveroni disse...

Acredito que nada deveria ser revelado.
Os segredos da arte real deveriam ser guardados a todas as chaves possíveis.
Muito me entristesse ver tantos serem escolhidos por interesses pessoais e as vaidades entre irmãos de diferentes obediências. Acredito eu, que a ordem apenas ganhará força novamente, a partir do momento em que tudo for unificado.

Eurico disse...

Já vem um pouco tarde, mas dado o texto introdutório ser quanto a mim esclarecido como incisivo, venho deste modo agradecer ao autor.
Realmente o segredo do inefável nunca se perde, porque a Lei da Natureza funciona na perfeição e se auto protege. Quem não souber respeitar essa Lei, simplesmente é afastado do caminho e dos segredos, não porque a Natureza por castigo o afaste, mas porque ele se afasta do caminho (tal é a natureza do ser humano...).
Todos aqueles que abriram as portas do Templo - e perdoem-me o facto de eu me ter rido pelo ridículo de apresentarem um juramento de discrição e dos "trabalhos estarem a coberto dos profanos" com os profanos a espreitarem lá para dentro pelo "buraco da fechadura da câmara"... - estão a contribuir para afastar a Maçonaria, herdeira das grandes escolas iniciáticos do passado, dessa linha, transformando-a num clube social elitista das "caricas ao peito". Como se sabe qualquer organização onde se mata o mistério ou a mística (usando uma linguagem futebolística) está condenada a desaparecer!

Obrigado.

E.R:

iara disse...

Oi! tenho interesse no assunto pois meu pai foi maçon mas não compreendo porque às mulheres e pessoas portadoras d e deficiências físicas é vedada a busca do sagrado e de se tornar um ser humano melhor.
Iara

Fábio disse...

Bom Dia Iara.

Gostaria de Dizer que nem sempre é tão claro quanto parece à algumas pessoas os aceitos dentro de Uma maçonaria, Mas gostaria de corrigir vc em um pequeno aspecto.
Para os Presentes do Horizonte de Patos de Minas, Foi iniciado um Portador de necessidades especiais, Sendo assim sua Iniciação foi alterada, mas tudo que ocorrece de acordo com as Normas G...M...U...

T.'.F.'.A.'.

Vanda disse...

Vocês que estão iniciando ou que tem familiares que participam da marçonaria, já tiveram a curiosidade de pesquisar os simbolos? CUIDADO!