12/11/2007

O meu silêncio

Tenho andado calado. Ou antes, não tenho escrito neste blogue na última semana, não por falta de coisas para dizer, como se pode ver agora pela quantidade de posts que coloco num só dia, mas porque vários projectos chegaram a uma altura em que exigem mais atenção. E dois deles, ligados à vertente literária, terminaram.

Nos últimos dias terminei uma nova peça de teatro, baseada num livro clássico de que muito gosto, "A Eneida", de Virgílio, e um conto que também vai beber um pouco à mitologia, embora de outra forma. Mas não quero falar desses projectos agora, mas sim quando eles derem origem a coisas mais palpáveis, como livros ou encenações.

Por isso, serve este post basicamente para explicar a todos aqueles que aqui vêm diariamente e que me enviam mensagens e comentários que não fui embora. E que adoro cada visita e cada comentário.

A propósito, o blogue já ultrapassou as 18000 visitas. Quem diria?

2 comentários:

kiduchinha disse...

Pois... nem sempre o tempo estica e dá para tudo! Quanto a mim, tento ter um tempito para vir até aki... com imenso prazer...
E já agora, "puxando a brasa à minha sardinha", o que achas do meu último post? ;) Sim... gostaria de um comentário... de um amante da escrita (já profissional :)) para uma amante de poesia, que vai escrevendo umas coisitas... beijocas grds

Homem do Leme disse...

Tal como diz o meu grupo preferido "É difícil conjugar o tempo". E eu que tenho tanta falta de tempo para fazer o que me dá prazer: ler, escrever,...

Mas consigo tempo para aqui vir e ler os teus textos muito bem escritos!

Boa semana.